Pesquisar este blog




SETE GOVERNADORES APOIAM MANIFESTAÇÕES DOS CAMINHONEIROS

sábado, 26 de maio de 2018



Acaba de ser divulgada uma carta bombástica dos governadores Fernando Pimentel, de Minas, Rui Costa, da Bahia, Camilo Santana, do Ceará, Ricardo Coutinho, da Paraíba, Paulo Câmara, de Pernambuco, Wellington Dias, do Piauí, e Belivaldo Chagas, de Sergipe. Os sete dizem não à política de preços ruinosa implantada por Pedro Parente, na Petrobras, e consideram inaceitável a tentativa de Michel Temer de transferir aos estados o caos que ele e Parente implantaram no País. Leia a íntegra:
CARTA ABERTA DOS GOVERNADORES DOS ESTADOS INTEGRANTES DA SUDENE
Os Governadores dos Estados do Nordeste e Minas Gerais, que se encontram sob a jurisdição da SUDENE, abaixo assinados, em face da grave crise de desabastecimento de combustíveis que tanto vem afligindo os cidadãos brasileiros, dirigem-se, agora, à população de seus Estados e de todo o Brasil para firmar o seu posicionamento sobre esse grave tema:
1. Em um momento de tão grandes dificuldades, como o que vem sendo vivido por todo o povo brasileiro - constantemente sacrificado pelos efeitos adversos de crise econômica e política sem precedentes - é absolutamente incompreensível que o Governo Federal autorize a Petrobras a adotar uma política de preços direcionada, unicamente, à obtenção de lucro e ao acúmulo de receitas;
2. A política da Petrobras toma por base a premissa de que a empresa deve precificar seus produtos sempre em patamares superiores aos do mercado internacional, acompanhando as suas oscilações apenas quando há elevação de preços, sem jamais repassar aos consumidores brasileiros as suas eventuais reduções;
3. Essa política de preços foi elevando, de forma assustadora, os preços de insumos básicos para a população, como o gás de cozinha, a gasolina e o óleo diesel, cujo custo repercute, diretamente, sobre todos os preços da economia, a começar por itens de consumo básico, como os alimentos, que exercem forte impacto sobre o orçamento das famílias mais pobres;
4. Os preços do gás de cozinha e da gasolina têm registrado aumentos de tal magnitude e com tamanha frequência que, algumas vezes, têm sido anunciados reajustes a cada 24 horas, numa política que tem levado produtos de primeira necessidade a ficarem completamente fora do poder de compra dos brasileiros, chegando-se a ter 11 reajustes em apenas 17 dias;
5. Em decorrência dessa perversa política de preços, é cada vez mais comum que famílias – mesmo aquelas que vivem nos grandes centros urbanos – passem a recorrer a fogões de lenha para cozinhar, aumentando, de forma assustadora, o número de acidentes com queimaduras e, muitas vezes até, com perdas humanas e materiais;
6. Neste grave momento, quando irrompe um movimento radical que - justificado pela desenfreada escalada de reajustes - bloqueia os canais de distribuição de combustíveis e coloca em risco a mobilidade, a saúde, a segurança e a integridade física de milhões de brasileiros, o Governo Federal tenta fugir às suas responsabilidades convocando os governos estaduais – já tão sacrificados pela injusta concentração de recursos na União – a renunciar às suas receitas do ICMS, supostamente para atender demandas dos representantes dos transportadores participantes da paralisação;
7. Diante disso, nós - Governadores dos Estados integrantes da SUDENE – consideramos absolutamente inaceitável a tentativa do Governo Federal de transferir para os Estados a responsabilidade pela solução de uma crise que foi provocada pela União, através de uma política de preços de combustíveis absurda, perversa e irresponsável. Colocar sobre os Estados Federados o ônus de qualquer redução da alíquota sobre os combustíveis - além de ser desrespeitoso - é atitude inconsequente e, por isso mesmo, inaceitável.
8. Para agravar ainda mais o contorno da proposta do Governo Federal, ventila-se a incoerente retirada da CIDE da parcela de recursos destinada à manutenção das rodovias, que é - por Garantia Constitucional - executada por Estados e Municípios da Federação.
9. Nós - Governadores dos Estados integrantes da SUDENE - reafirmamos nossa viva disposição de colaborar com o Governo Federal na concepção de propostas que permitam a aceleração da nossa da economia e a retomada do crescimento do Brasil, mediante a geração de emprego e renda e da inclusão de todos os brasileiros no processo de desenvolvimento da Nação.
10. Ressaltamos, no entanto, que o Governo Federal precisa rever – com urgência – a política comercial da Petrobras, reposicionando-a com responsabilidade e espírito público, trabalhando pelo saneamento das finanças da empresa, mas mantendo – acima de tudo - a consciência de que é completamente inaceitável aumentar, ainda mais, o enorme contingente de famílias brasileiras entregues ao desemprego e mergulhadas na miséria e na desesperança.
11. Por fim, destacamos nosso inarredável compromisso com os valores democráticos, ao tempo em que manifestamos nossa disposição de enfrentar - energicamente - qualquer tentativa de relativização ou destruição das conquistas democráticas do povo brasileiro nas ultimas décadas, na certeza de que a única via para superar os desequilíbrios e conflitos é a consolidação da democracia, com estrito respeito de suas práticas, princípios e processos.
26 de Maio de 2018
Rui Costa - Governador do Estado da Bahia
Camilo Santana - Governador do Estado do Ceará,
Ricardo Coutinho - Governador do Estado da Paraíba
Paulo Câmara - Governador do Estado de Pernambuco
Wellington Dias - Governador do Estado do Piauí
Belivaldo Chagas - Governador do Estado de Sergipe
Fernando Damata Pimentel - Governador do Estado de Minas Gerais
Leia Mais

Caminhoneiros ironizam a ameaça de Michel Temer


Reportagem publicada no site Valor Econômico demonstra a ineficácia das ameaças feitas por Michel Temer: O presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Volta Redonda e Região Sul Fluminense (Sinditac-VR), Francisco Wild, disse que Michel Temer (MDB), em seu pronunciamento ontem, sexta-feira (25), piorou uma situação que pouco havia avançado, em sua opinião.

Temer disse na televisão  que vai usar as forças federais de segurança para desbloquear as estradas. No caso das vias estaduais, deve ser acionada a Polícia Militar (PM).

"O que vão fazer? Levar nossos caminhões?  "São 40 mil parados somente na Via  Dutra. Onde vão colocar? Não estamos obstruindo. Estamos apenas parados", disse o líder sindical, em referência à paralisação dos caminhoneiros que entrou, neste sábado, em seu 6º dia.
Leia Mais

Caos instalado por Pedro Parente pode matar 1 bilhão de aves e destruir indústria de alimentos




O tucano Pedro Parente, indicado pelo PSDB para comandar a Petrobras após o golpe de 2016, pode ser o responsável pela morte de 1 bilhão de aves, que estão sem ração no Brasil, e pela destruição da indústria nacional de alimentos. A política de preços implantada por Parente na Petrobras, que prioriza investidores internacionais em detrimento dos interesses nacionais, provocou a greve dos caminhoneiros, que deixa os animais sem ração e pode levar ao canibalismo entre as aves.

As informações são do jornalista Victor Calcagno. "Um bilhão de aves e 20 milhões de suínos podem morrer nos próximos dias devido à falta de ração em meio à greve dos caminhoneiros, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Bloqueios realizados por caminhoneiros que interrompem o transporte de ração e de animais vivos permanecem nesta sexta-feira, apesar de acordo anunciado pelo governo e a categoria na quinta-feira.

Segundo a Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o país deixou de exportar, ao longo dos últimos dias de bloqueios nas estradas, 25 mil toneladas de carnes suína e de frango, o correspondente a cerca de US$ 60 milhões de dólares."
Leia Mais

DECLARADA GUERRA NAS ESTRADAS BRASILEIRAS

sexta-feira, 25 de maio de 2018



Michel Temer, que tomou o poder por meio de um golpe, entregou as reservas do pré-sal e implantou uma política de preços na Petrobras, com Pedro Parente, que instalou o caos no Brasil, decidiu colocar as Forças Armadas contra os caminhoneiros.

"Comunico que acionei as Forças Federais de segurança para desbloquear as estradas e estou solicitando aos senhores governadores que façam o mesmo", disse ele. "O acordo está assinado e cumpri-lo é a melhor alternativa. Mas o governo saberá exercer sua autoridade", afirmou.

O caos no Brasil, no entanto, é fruto da política implantada por Pedro Parente, de reajustes diários nos combustíveis, que visa entregar as riquezas nacionais. Pesquisa Ipsos revelou que Temer é rejeitado por quase todos os brasileiros.
Leia Mais

Salvador ficará sem combustível nesta Sexta-Feira

quinta-feira, 24 de maio de 2018



Quem correu para abastecer o carro em um dos postos de Salvador, nesta quinta-feira (24), tomou uma decisão realmente acertada, apesar das filas que chegaram algumas vias congestionadas. Segundo presidente do Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniência do Estado (Sindicombustíveis-BA), Walter Tannus, a cidade sofrerá com um completo desabastecimento, diante da paralisação dos caminhoneiros, já a partir dessa sexta-feira (25).

Ele criticou os donos de postos que se aproveitaram do aumento da demanda para aumentar os preços e ter lucros maiores. “O preço é livre. Mas eu entendo como cidadão que esse não é o momento de fazer isso. É o momento de cada um se sacrificar um pouco. A greve é justa", comentou Tannus. Ele disse ainda que "muitas redes de postos estão sem condições de sobreviver".

Tannus fez os comentários na tarde desta quinta, durante o Painel Combustível Legal, na Casa do Comércio. O evento, organizado pelo sindicato de donos de postos, reuniu representantes do segmento e autoridades para discutir o cenário atual do mercado de combustíveis na Bahia. No evento, foi mostrado como funciona a cadeia produtiva, explicando todo o processo, desde a refinaria até a bomba, e foi debatido o imposto único e o combate a fraudes. 

O evento também contou com a participação da Agência Nacional de Petróleo (ANP), da Secretaria da Fazenda da Bahia (Sefaz/BA), do Ibametro, Procon/BA, MP-BA, da OAB Bahia, da Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência (Plural), da Assembleia Legislativa da Bahia, da Câmara Municipal de Salvador e da Fecomércio-BA, além de diversas entidades empresariais.

A alta repentina dos preços é o que motivou um protesto iniciado na Avenida Paralela. Liderado por motoristas de aplicativos – como Uber e 99 –, a manifestação, que chegou à região da Rodoviária, no final da tarde, deixa o trânsito travado   na área, contaminando outras regiões da cidade. 

A polícia acompanha a manifestação, que ocupava ao menos quatro faixas ao lado da estação do metrô. A Transalvador orienta os motoristas a evitarem a região.

Com informações do Correio da Bahia
Leia Mais

O SEPULTAMENTO DE MICHEL TEMER








O Brasil não resistirá ao caos gerado pelo quinteto Temer, Meirelles, Parente, Maia e Eunício.

A julgar pela capacidade dessa turma em solucionar conflitos, a situação dramática em que se encontra o país só tende a piorar.

A “greve” dos caminhoneiros que descarrilha todo o comboio da atividade produtiva mostrou-se ser o estopim para uma série de eventos que culminarão num resultado desastroso para toda a economia, que já cambaleia empurrada por toda sorte de incertezas.

A disparada nos preços dos combustíveis (e de tudo que dela depende), os engarrafamentos quilométricos nas grandes capitais, o cancelamento de voos nos aeroportos, a escassez de alimentos que já se verifica em vários centros de abastecimento e a paralização dos transportes públicos formam uma receita infalível para o estouro da manada.

Uma vez aberta a porteira, não será a tardia demissão do servil Pedro Parente que amainará os ânimos.

O estrago já é grande demais para que um governo que sofre na penúria de apoio popular possa reverter apenas com atos furtivos e retóricas baratas.

No poço em que nos metemos ao desrespeitarmos as regras democráticas, existem muito mais alçapões para descermos do que cordas para subirmos.

É nesse cenário que o sujeito que foi alçado ao poder pela manipulação das massas observa inerte, confuso, inoperante e desesperado o desenrolar trágico de suas ações.

Michel Temer é um defunto à espera de sua cova.

E ela foi aberta de ofício pela sua própria incompetência e incompreensão ao tratar dos profundos e complexos problemas estruturais de uma nação com arraigada vocação para o proselitismo antidemocrático e antipatriótico.

Resta agora um ato final.

Um empurrão que selará por vez o destino de um homem que já não possui mais serventia a nenhum propósito. Que determinará na história o lugar do mais odiado de todos os presidentes já vistos nessa República.

A terceira denúncia por corrupção contra Temer, a ser apresentada pela PGR, poderia nos servir como esse grande momento. O momento em que uma justiça poética se faria num país que poesia nenhuma já não há.

Ser atirado em sua cova pelas mãos dos mesmos traidores que o ajudaram a trair não só Dilma, mas o projeto de governo vencedor nas urnas, seria um final à altura de sua podridão humana.

Por Carlos Fernandes
Leia Mais

Já está faltando combustível para abastecer aviões no Brasil



O protesto dos caminhoneiros, que ocorre pelo quarto dia consecutivo em todo o país, provocou impacto na operação das companhias aéreas em função da falta de combustível em vários aeroportos de todo o país.

A companhia aérea Azul informou que cancelará algumas operações partindo das cidades de Belo Horizonte, Vitória, Recife, Belém, Natal, Goiânia, Palmas, Fernando de Noronha e Juazeiro do Norte.

Já a Latam Brasil ampliou a lista de aeroportos em que a companhia verifica restrições para operar: agora, são os de Brasília, Goiânia, Ilhéus, Recife, Teresina, Confins e Porto Alegre. Porém, a aérea afirma que a situação ainda não tem impactado seus voos.

As duas companhias disponibilizarão o reagendamento de passagens sem cobrança para voos com origem e destino em aeroportos afetados pela falta de combustível.

A Gol informa que ainda não registrou, até o momento, atrasos ou cancelamentos de seus voos. Apesar disso, a companhia destaca que está aplicando medidas de contingência em toda operação, "mantendo as ações necessárias para minimizar os impactos aos seus clientes".

O aeroporto de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo,  informou que possui  armazenamento de combustíveis suficiente para abastecer os voos de origem (que partem) do aeroporto e que "está atento às decisões das companhias áreas com voos destino para aeroportos impactados pela falta de abastecimento, bem como os voos de outros estados, que tenham como destino o Aeroporto Internacional de São Paulo".


O aeroporto de Congonhas, em São Paulo, recebeu na madrugada desta quinta-feira (24) uma entrega de combustível que deve manter o fluxo de voos até o fim do dia. A Infraero, que administra o aeroporto, afirma que a situação no momento está normal e não há atrasos ou cancelamentos impactados pelo fornecimento de combustível.

A Infraero informou ainda que está monitorando a situação em todos os aeroportos que administra e que até as 15h30 desta quinta-feira (24), a situação está normal.  


Já no aeroporto de Brasília, um dos mais afetados,  a administradora do aeroporto, a Inframerica, informa que o combustível para aviação é insuficiente para a manutenção da operação regular do terminal aéreo. 


Segundo a nota, a frota de caminhões que traz o Querosene de Aviação (QAV) continua retida no entorno do Distrito Federal. A administradora adotou uma medida emergencial: serão realizados somente pousos de aeronaves com capacidade para decolar sem a necessidade de abastecimento no terminal brasiliense. “É fundamental a liberação dos caminhões para normalizar o atendimento no aeródromo”, declarou a Inframerica.
Leia Mais

Acaba hoje a gasolina em São Paulo e no Rio de Janeiro



O combustível deve acabar já nesta quinta-feira 24 na capital paulista devido à greve dos caminhoneiros, que chega a 25 Estados e no Distrito Federal. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo, José Alberto Paiva Gouveia, informou que, desde o início desta quarta-feira (23), os postos de abastecimento do estado não receberam nenhum tipo de combustível.

Postos na capital paulista já têm longas filas de veículos, cujos motoristas tentam abastecer com o que resta de combustível na cidade. Na Zona Leste, diversos postos já estavam sem gasolina antes das 11h desta quinta, quarto dia de protesto dos caminhoneiros.

Também em virtude da greve dos caminhoneiros, cerca de 40% da frota de ônibus da cidade não circula nesta quinta-feira. A Prefeitura, sob o comando de Bruno Covas (PSDB), foi à Justiça para pedir liberação das vias.
Leia Mais

Infraero alerta que aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracaju só têm combustível para esta quarta-feira

quarta-feira, 23 de maio de 2018




Sete aeroportos têm combustível para no máximo dois dias, entre os quais Santos Dumont (RJ). Anac recomenda procurar companhias aéreas.


Em decorrência dos protestos dos caminhoneiros, a Infraero alertou nesta quarta-feira 23 que cinco aeroportos do País só têm combustível suficiente para esta quarta-feira 23: Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracaju. Congonhas é um dos três aeroportos mais movimentados do país, onde está a rota de maior circulação de passageiros, a ponte aérea Rio-São Paulo.

O Aeroporto de Brasília, no entanto, informou também que não há combustível suficiente para operação regular do Terminal aéreo. Por isso, apenas aviões com capacidade para decolar sem a necessidade de abastecimento em Brasília podem pousar no terminal.

De acordo com a Infraero, outros seis aeroportos têm combustível para no máximo dois dias: Goiânia (Goiás), Teresina (Piauí), Campo Grande (Mato Grosso do Sul), Ilhéus (Bahia), Foz do Iguaçu (Paraná) e Londrina (Paraná).

O motivo é a greve dos caminhoneiros, que bloqueiam estradas em mais de 20 Estados desde o início da semana em protesto contra a alta dos combustíveis. De acordo com os petroleiros (FUP), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, é o culpado pela paralisação, uma vez que impôs a política de preços na estatal.
Leia Mais

GOVERNO GOLPISTA DE MICHEL TEMER ESTÁ FORÇANDO A PARALISAÇÃO DO BRASIL




A política do governo golpista de Michel Temer para os preços da gasolina e do diesel, levada pela gestão de Pedro Parente na Petrobras, põe mais combustível na greve nacional dos caminhoneiros, além de aumentar a fragilidade do país, avalia a Federação Única dos Petroleiros (FUP).


"Colocado pelo vampirão  Michel Temer no comando da Petrobrás, Pedro Parente alterou a política de preços das refinarias, em outubro de 2016, quatro meses após ser empossado. Por sua orientação, a estatal passou praticar a paridade com o mercado internacional, aumentando os preços de acordo com a variação do barril de petróleo, sem estabelecer qualquer mecanismo de proteção para o consumidor", diz a FUP.


"Além de aumentar diariamente os preços dos derivados, Pedro Parente reduziu a carga das refinarias, que estão operando com 75% da capacidade em vários estados do País. Quem ganha com isso são as importadoras de combustíveis. Já  foram importados mais de 200 milhões de barris de derivados de petróleo, número recorde da série histórica da Agência Nacional do Petróleo (ANP).



********************************************************************************************
A greve dos caminhoneiros, que já paralisa estradas de 23 Estados e o Distrito Federal, também afetou seriamente as operações da BRF, maior empresa brasileira de carne de frango e carne suína. A companhia já paralisou totalmente quatro unidades por conta dos protestos. Os caminhoneiros protestam contra a alta do diesel.

Além disso, outros nove frigoríficos da companhia terão atividades suspensas (total ou parcialmente) ainda nesta quarta-feira 23; após reunião no Planalto, caminhoneiros decidiram manter a greve nesta quinta.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, o presidente-executivo interino da BRF, Lorival Luz, afirmou que a empresa suspendeu na manhã de hoje as operações das plantas de Nova Marilândia (MT), Dois Vizinhos (PR), Toledo (PR) e Campos Novos (SC).

De acordo com a BRF, a greve inviabilizou o recebimento da matérias-primas, como de animais para serem abatidos. O fornecimento de ração para os produtores de aves e suínos da BRF também enfrenta problemas.

"A companhia reforça que a impossibilidade de transporte de insumos e produtos causa perdas para os produtores rurais, colaboradores e empresa, assim como compromete severamente o bem-estar animal e prejudica o atendimento ao consumidor", advertiu a BRF.
Leia Mais

EX-GOVERNADOR DO PSDB SE ENTREGA À POLÍCIA


O ex-senador e ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) se entregou às 14h45 desta quarta-feira (23) em uma delegacia de Belo Horizonte. Ele é o primeiro político a ser detido no mensalão tucano.

Os cinco desembargadores da 5ª Câmara Criminal rejeitaram, nesta terça-feira (22), o recurso da defesa do ex-senador e ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB) no processo do mensalão tucano e determinaram a execução imediata da prisão.

Azeredo foi condenado em segunda instância a 20 anos e um mês de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, no mensalão tucano, em agosto passado. A condenação em primeira instância foi em 2015.

Eduardo Azeredo chegou à 1ª Delegacia de Polícia Civil Sul, no bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, acompanhado de um dos filhos e de um dos advogados.
Leia Mais

Caminhoneiros bloqueiam rodovias pelo país contra aumento exorbitante de combustíveis

terça-feira, 22 de maio de 2018







Manifestações de caminhoneiros contrários ao aumento do preço do óleo diesel provocam lentidão em diversas rodovias no país pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira (22). Ontem, ao menos 16 Estados e Distrito Federal registraram atos.

Hoje, por sua vez, há registro de manifestações em pelo menos dezenove Estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraíba, Mato Grosso, Espírito Santo, Santa Catarina, Pará, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Tocantins, Pernambuco, Rondônia, Maranhão, Alagoas e Ceará.

AdChoicesO valor médio do litro do diesel subiu de R$ 3,38 para R$ 3,59 nas últimas dez semanas, de acordo com a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). No mês, o produto acumula alta de 9,7%, segundo a Petrobras.

Ainda nesta terça, o grupo de Temer irá, segundo publicações, discutir a alta do diesel e da gasolina. A primeira reunião aconteceu hoje  pela manhã, quando os agentes de Michel Temer prometeram que   tentarão encontrar uma forma de evitar oscilações tão frequentes no preço da gasolina e do diesel no mercado doméstico que eles mesmos  não sabem como  administrar.

Segundo o presidente da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), José da Fonseca Lopes, os reajustes constantes do diesel nas refinarias e dos impostos que recaem sobre o combustível tornaram a situação insustentável.

“Mesmo com a mobilização marcada, o governo anunciou outro aumento. Há correção quase diária, que dificulta a previsão de custos por parte do transportador.” Segundo ele, os protestos estão sendo pacíficos. “Não apoiamos barricadas, nem depredação de patrimônio público”, afirmou.

Na Bahia o protesto de caminhoneiros é registrado na BA-535, na rodovia Via Parafuso — os motoristas bloqueiam a passagem de veículos de carga. Há o registro, também, na BR-101.


O que os caminhoneiros querem é que os que se apoderaram do poder em 2016  promovam alguma mudança que faça cair os preços do combustível – e que sejam reduzidos impostos. “Se o nosso transporte é essencial, queremos um preço diferenciado para o diesel no setor de cargas”, disse Diumar Bueno, presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (não ligados a transportadoras).




Leia Mais

NEPOTISMO EM IRECÊ: JUSTIÇA DETERMINA AFASTAMENTO DE NOMEADOS NA PREFEITURA




A juíza de direito Andrea Neves Cerqueira, da comarca de Irecê, determinou a suspensão das nomeações caracterizadas como nepotismo na prefeitura local. Ação civil pública contra os casos de nepotismo na prefeitura de Irecê foi movida pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA).

De acordo com a decisão publicada nesta segunda-feira (21), o prefeito Elmo Vaz nomeou parentes seus e de outros agentes políticos para cargos comissionados na administração municipal. São eles: Paulo Eugênio Matos Amaral, chefe de gabinete, sobrinho do prefeito municipal; Carine Nunes Dourado, gerente de Departamento de Atenção Integral à Saúde, filha do secretário de Agricultura; Auba Alves de Freitas, auditora Geral lotada na Secretaria da Saúde, irmã do secretário de Educação; Gardência Alves de Freitas, vice-diretora da Escola Duque de Caxias, esposa do secretário de Educação; Joelson Vaz Bastos de Matos, irmão do prefeito; Naiara Oliveira SIlva dos Santos, irmão do vereador Fabiano Bia; Bruno França Paiva Silva, irmão do vereador Murilo Franca Paiva Silva; Alana França Paiva Silva, irmão do vereador Murilo Franca Paiva Silva; e Juliano Dourado Matias, filho do secretário de Assistência Social.

Além do afastamento das funções públicas, a prefeitura também deverá suspender o pagamento da remuneração das pessoas com nomeações suspensas.

"Fica determinado também que o prefeito de Irecê não poderá permitir a ocorrência de condutas caracterizadoras do nepotismo, sob pena de responsabilização criminal e multa diária correspondente ao valor do dobro da remuneração do cargo ocupado indevidamente", disse a juíza de direito.

Ainda segundo a juiza, a prefeitura de Irecê foi procurada para dar explicações, mas não se  manifestou no prazo estabelecido. "No caso em apreço, denota-se que a administração pública do município de Irecê está substancialmente preenchida por parentes do prefeito, dos secretários e vereadores. A prática do nepotismo, no caso, é evidente e deixa clara a predileção dos gestores na nomeação de familiares em detrimento de outras pessoas, sem quaisquer vínculos com os administradores", observou a Juíza  Andrea Neves Cerqueira.

Bocão News


Leia Mais

Com apoio de Trump, governo golpista do Brasil poderá declarar guerra à Venezuela



Poucas pessoas têm noção da catástrofe das ações do governo Temer. Os EUA querem promover uma guerra na Venezuela, mas esse conflito não pode ser direto, eles precisam das tropas brasileiras e colombianas para encabeçar essa intervenção militar”.

O professor de Relações Internacionais da UFABC Igor Fuser concedeu entrevista  nesta segunda-feira (21) para comentar a vitória de Nicolás Maduro na Venezuela, reeleito presidente com 68% dos votos para um mandato de seis anos. Para o especialista, os Estados Unidos pretendem munir países próximos à fronteira da Venezuela para intervir militarmente no local. “Ao colaborar com os norte-americanos, Temer poderá levar Brasil à guerra”, alerta.

O professor alerta ainda para as consequências do não reconhecimento do governo brasileiro às eleições venezuelanas. “Poucas pessoas têm noção da catástrofe das ações do governo Temer. Os EUA querem promover uma guerra na Venezuela, mas esse conflito não pode ser direto, eles precisam das tropas brasileiras e colombianas para encabeçar essa intervenção militar”, explica.

Ele projeta uma possível invasão na Venezuela. “O governo estadunidense precisa do envolvimento do Brasil, Colômbia, Guiana e Panamá, com pretexto de intervenção humanitária para ocupar o país, será uma catástrofe de dimensões históricas”, condena.

“É muito difícil se repetir na Venezuela um conflito no estilo sírio, porque ele só ocorreu pelo fato do país ser dividido em comunidades étnicas. A Venezuela é um povo uno, qualquer tentativa de ocupar o território seria controlado pelas forças armadas venezuelanas”, pondera, no entanto.

Após a eleição - ao contrário dos EUA e Brasil -  China e Rússia legitimaram o processo eleitoral venezuelano. Em sua avaliação, as duas potências possuem papel estratégico na geopolítica. “China é o principal parceiro econômico da Venezuela. A Rússia o principal aliado bélico, a questão é: como os dois países irão se posicionar em relação a tal conflito?”, questiona.

Informações extraídas do site Brasil 247
Leia Mais

Beiju é beiju e tapioca é tapioca

domingo, 20 de maio de 2018

BEIJU é uma iguaria diferente da TAPIOCA!


Dói-me no fundo d’alma quando ouço meus conterrâneos apelidarem, sem respaldo histórico, o nosso beiju ao chama-lo de  tapioca, omitindo  o seu verdadeiro nome de batismo indígena, qual seja: Beiju. 

Ora pois meus senhores e  minhas senhoras: O beiju e a tapioca são iguarias distintas, embora ambas são feitas  da mandioca, tubérculo também conhecido como aipim e macaxeira.

Pesquisem se possível no Google e vão aprender que o beiju é feito e preparado a partir da massa da mandioca, ralada e peneirada.

Vão ter conhecimento googliano de que a tapioca é feita a partir do amido ou goma, conseguido da prensa da massa e da decantação do líquido resultante, a manipuera. A goma, após lavada, secada e peneirada, é levada a uma frigideira ou chapa quente para ser assada surgindo o beiju oriundo e transformado, por via de consequência, da tapioca.

Portanto, como se vê, beijú é BEIJU, tapioca é tapioca,  licuri é côco (de Ouricuri)  e acarajé  não é bolinho, é acarajé mesmo. Pensem bem:  No caso de  continuarem  a chamar  o beiju simplesmente de tapioca, vocês poderão ser condenados ad aeternum rei memoriam, em segunda instância, a comer Xis Burger vitaliciamente.


Nilson Machado de Azevedo
Leia Mais

Empresário diz ser o dono dos 51 milhões apreendidos no apartamento de Geddel e ameaça advogado

quinta-feira, 17 de maio de 2018




Um empresário baiano que se identifica como Carmerino de Souza, reclamou da propriedade dos R$ 51 milhões apreendidos pela Polícia Federal no apartamento que ficou conhecido como “bunker” do ex-ministro Geddel Vieira Lima, localizado no bairro da Graça, em Salvador, conforme informou a coluna Satélite, do jornal Correio da Bahia.

De acordo com a publicação, desde o dia 8 deste mês, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão do político baiano e o tornou réu por lavagem de dinheiro e associação criminosa, o homem realiza ligações diárias para o escritório do advogado de Geddel.


Em petição apresentada à PF, o advogado narrou que orientou o empresário a procurar a corporação, mas ele insistiu em manter o contato com o seu  escritório.

Ainda segundo a coluna, o advogado também descreve no documento que Carmerino chegou a ser barrado, na terça-feira (15), na portaria do edifício onde funciona o seu escritório de advocacia e dirigiu-lhe novas ameaças.
Leia Mais

O JUIZ QUE NEM DISFARÇA!…




por Rogério Correia, via WhatsApp in Viomundo

A tranquilidade com que o “juiz” Sergio Moro desfila sua parcialidade a favor de políticos do PSDB voltou em alto estilo.

No caríssimo hotel Perrier, em Nova York, o “juiz” de primeira instância do Paraná participou ontem à noite de um evento organizado pela Lide, empresa pertencente a João Doria, o dublê de prefeito de São Paulo que afastou-se para concorrer pelo partido tucano ao governo paulista.

Sorridentes, os casais João e Bia Doria e Sergio e Rosângela Moro posaram para fotos em seus trajes de suposta “alta costura”. É jeca?  É cafona? É brega? Sim, é.

Mas não há como negar: Sergio Moro nem disfarça mais sua tucanice (que Aécio Neves, antigo parceiro de fotos de Moro, não sinta ciúmes…).

Segundo pesquisa divulgada esta semana pela CNT/MDA, 90,3% dos brasileiros consideram que a Justiça brasileira não age de forma igual para todos.

A desfaçatez de gente como Sergio Moro só nos leva a suspeitar que esse percentual deverá subir ainda mais nos próximos levantamentos…
Leia Mais

SEM TIRAR ONDA DE HERÓI



O músico - cantor – poeta - baiano Raul Seixas, disse, bem  sóbrio, que não queria ser prefeito, pois correria o risco de ser assassinado, caso fosse eleito.

Se Raul tivesse a mesma inspiração nestes últimos anos, admitiria que o risco se somaria à possibilidade de ser cassado post mortem.

Um ex-prefeito confessou-me que por mais haver se empenhado em ser honesto, por mais que administrasse o município na ponta do lápis, as suas contas sempre corriam o risco de não serem aprovadas pelo Tribunal de Contas, pela simples razão de haver rompido com um grupo político poderoso da sua região, com velada influência tanto no TC quanto no Tribunal de Justiça do seu Estado.

Dizia-me que sem as contas da prefeitura aprovadas, foi ele, por traição, acusado pelo que não fez e pelo que nem soube fazer. Sem o apoio da maioria dos vereadores ficou a um passo do processo de impeachment e a uma polegada da cassação pelo TRE, em que pese haver pagado promessa ao santo padroeiro municipal para não cair nas mãos de algum juiz parcial, desses raros que proferem decisões em face dos murmúrios de espíritos santos de orelhas nos telefones fixos ou móveis que caem sempre nas escancaradas escutas grampeadas, sem exclusão da lista negra do Conselho Nacional de Justiça-CNJ, ou da operação lava jato.

É ululantemente óbvio, público e notório que muito tem sido feito para diminuir a corrupção sintetizada nas fraudes e ilícitos que grassam na administração pública brasileira. Sabemos que a maioria das instituições do judiciário combate com firmeza a prática desses delitos, embora, diga-se de passagem, uma minoria forte e exuberante de forças não muito ocultas, corrói a ética e a moralidade tão perseguidas pelos políticos sérios.

Nesta mesma linha de raciocínio, sem acreditar em mágica, os juízes anônimos espalhados por todo o Brasil que exercem os seus misteres com honestidade, dignidade e honradez, são decisivos no combate à corrupção. Devemos a esses obstinados magistrados a sobrevivência do estado de direito no Brasil. O resto é futrica provinciana e paroquial.

Quanto ao ex-prefeito que aqui mencionei, digo-lhes que ele não mais se candidatou a cargos eletivos, nem mesmo a síndico do condomínio onde reside, pois, continua a afirmar, sempre inspirado em Raul Seixas, que "não é mais besta para tirar onda de herói".


Nilson Machado de Azevedo
Leia Mais

Com a gasolina caríssima, vereador vai montado a cavalo para sessão da Câmara

quarta-feira, 16 de maio de 2018


O vereador Edvaldo Lima (PP) de Feira de Santana escolheu um modo inusitado para chamar a atenção para os aumentos constantes no preço dos combustíveis.

Edvaldo apareceu montado a cavalo para a sessão da  segunda-feira (14). O edil disse que precisou de 20 minutos para vencer, no lombo do animal, o percurso entre o bairro do Tomba, onde reside, até a Avenida Visconde do Rio Branco, onde fica a Câmara de Vereadores.

Sem descer do equino, tomado de empréstimo de um amigo, e com as rédeas nas mãos, Edvaldo Lima (PP) disse que pensa em até adquirir um animal para fazer o percurso caso o valor dos combustíveis não caia. "Como eu não tenho cavalo, não posso vir todo dia porque aí eu estaria abusando do meu amigo. Mas pretendo sim, se Deus permitir, buscar um meio de comprar pelo menos um pangaré", disse Edvaldo ao programa De Olho na Cidade, da Rádio Sociedade de Feira.

Ao ser questionado se manteria o protesto, o edil disse que amanhã virá de novo em outro meio de transporte. "Amanhã, eu vou ver se posso vir de pé, de bicicleta, vou procurar uma alternativa", declarou. Lima disse que espera que o gesto dele repercuta para além dos limites de Feira de Santana. “Quero agradecer o apoio da imprensa para poder levar esse protesto a nível nacional e fazer com que pessoas que moram longe façam também seus protestos”, concluiu.
Leia Mais

Vereador de Xique-Xique do PMDB acusa sindicalistas de ladrões



Durante a sessão da Câmara de Vereadores de Xique-Xique, ocorrida na terça-feira (15), o vereador Joaquim Lopes Rabelo (Quinquinha)  (PMDB) bateu boca com integrantes do sindicato dos professores.
Em vídeo publicado no site Bahia Noticias, o vereador grita diversas vezes “senta aí e escuta” para os sindicalistas. “Eu só quero falar, você não deixa, não quer deixar eu falar, ignorante”, continua. “Sindicalistas são ladrões mesmo, 70% dos sindicalistas são ladrões”, diz Rebelo.

Com informações do site Bahia Noticias
Leia Mais

O mais novo absurdo protagonizado pelo Judiciário




Para forçar o pagamento de dívidas, juízes de primeira instância de diferentes locais do país têm determinado a suspensão do passaporte e até da carteira de habilitação dos devedores.

Está para cair, como se vê, a história de que o Brasil não permite a prisão por dívida, exceto em casos de pensão alimentícia.

Mas não é um absurdo que dívidas se estiquem por anos ou até décadas, mesmo depois de reconhecidas pela Justiça.
É.

Só que medidas como a suspensão do direito de dirigir um automóvel, ou viajar e mesmo a prisão só se aplicam a pessoa física e  não  à pessoa  jurídica porque esta não transmite responsabilidades criminais a seus proprietários.

Engana-se quem acha que falo em favor dos “caloteiros”. Ao contrário, sou um dos que têm díviedas a receber de um processo judicial e as sucessivas protelações fazem com que o Itaú ainda esteja discutindo, sem que eu receba, os juros de uma ação ganha há 20 anos.
Mas não se pode restringir direitos civis por divida econômica.

Do contrário, num país com    62,2 milhões de pessoas com alguma conta em atraso – 41% da população adulta – significaria uma cassação em massa de franquias dos cidadãos, como recolher a carteira de habilitação para dirigir.
Inócua para pagar dívidas, talvez só ajudasse a reduzir os engarrafamentos nas grandes cidades.

E mostrar como o poder absoluto de que se arvoram juízes não é uma ameaça apenas a quem, na gíria, “está devendo”, mas até para quem está devendo, mesmo, e não pode pagar.
Tijolaço
Leia Mais

Ex-prefeito de Santo Amaro se entrega à Justiça

terça-feira, 15 de maio de 2018




O ex-prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado, dado como foragido, se apresentou na manhã desta terça-feira (15) à Justiça. O ex-gestor compareceu por volta das 9h no fórum de Santo Amaro junto com seu advogado. Ele participa de uma audiência sobre irregularidades em contratos de material de construção feitos entre 2011 e 2016.
Neste caso, o Ministério Público do Estado (MP-BA) o acusa de pagar cerca de R$ 8 milhões pela licitação, tendo desviado quase R$ 3 milhões. Após a audiência no fórum de Santo Amaro, o ex-prefeito deve ser preso já que um pedido de habeas corpus em seu  favor  ainda não foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O ex-administrador é acusado de integrar um esquema que desviou em torno de R$ 24 milhões entre 2013 e 2016 da prefeitura de Santo Amaro. Antes de se entregar, o ex-gestor havia descumprido dois mandados de prisão. O último ocorreu há cerca de 12 dias após decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
Leia Mais

Acidentes com motos são alarmantes na Bahia

segunda-feira, 14 de maio de 2018





Só no primeiro trimestre deste ano foram 2.049 internações de vítimas de acidente de trânsito - 1.006 estavam de moto

Se não houvesse os acidentes de trânsito, sobrariam leitos nos hospitais da Bahia. Pode parecer absurdo, mas esse é o panorama do impacto que os acidentes graves de trânsito causam no sistema de saúde.

Os acidentes com motociclistas deixam sequelas mais graves nos pacientes, que precisam de um tempo maior de internamento.

Com motos os  acidentes são mais graves, deixam mais sequelas, e os pacientes permanecem mais tempo internados, impactando gravemente (na ocupação) de leitos dos hospitais.

Pacientes de acidentes de moto chegam a ficar 90 dias internados ou mais, "em UTI e em apartamentos também. A faixa etária dessas vítimas é de 18 a 30 anos.

Mais da metade de hospitais da Bahia inteira, seja de hospitais municipais quanto estaduais é ocupada por acidente de trânsito, seja de moto, seja de carro.

O primeiro aspecto a ser considerado é o aumento no número de motocicletas. Os dados são alarmantes porque são vidas perdidas e as internações refletem nos custos da saúde pública.

A maioria dos jovens não tem condições de comprar um carro e o nosso sistema de transporte público é tão deficiente que faz com que os cidadãos procurem alternativas, destacando-se  ainda a fragilidade das motocicletas. O parachoque do motociclista é ele próprio.
Leia Mais

OS JOGADORES CONVOCADOS PARA A COPA DO MUNDO 2018




O técnico da seleção brasileira, Tite,  anunciou no início da tarde desta segunda-feira (14) a lista dos 23 jogadores que vão representar a seleção brasileira na Copa do Mundo da Rússia de 2018. Sem grandes supresas, Tite confirmou a ida de Neymar, que se recupera de lesão, de Cássio, como terceiro goleiro, e de Douglas Costa, da Juventus, como um dos atacantes. 

O volante Fred e o atacante Taison, ambos do Shakthar Donestk, da Ucrânia, que já tinham sido chamados em outras oportunidades por Tite, mas que não estavam na lista prévia dos garantidos para a Copa pelo treinador, foram confirmados entre os 23 convocados. 

Para o lugar do lateral-direito Daniel Alves, que foi cortado antes mesmo da convocação desta segunda-feira (14), Tite chamou Danilo, ex-Santos e que defende atualmente o Manchester City-ING.

Confira a convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2018:

Goleiros:
Alisson (Roma-ITA)
Ederson (Manchester City-ING)
Cássio (Corinthians)


Laterais-direitos:
Fágner (Corinthians)
Danilo (Manchester City-ING)


Zagueiros:
Miranda (Internazionale-ITA)
Marquinhos (Paris Saint-Germain-FRA)
Thiago Silva (Paris Saint-Germain-FRA)
Geromel (Grêmio)


Laterais-esquerdos:
Marcelo (Real Madrid-ESP)
Filipe Luís (Atlético de Madri-ESP)

Volantes:
Casemiro (Real Madrid-ESP)
Fernandinho (Manchester City-ING)
Fred (Shakhtar Donetsk-UCR)

Meias:
Paulinho (Barcelona-ESP)
Renato Augusto (Beijing Guoan-CHN)
Philippe Coutinho (Barcelona-ESP)
Willian (Chelsea-ING)

Atacantes:
Neymar (Paris Saint-Germain-FRA)
Gabriel Jesus (Manchester City-ING)
Roberto Firmino (Liverpool-ING)
Douglas Costa (Juventus-ITA)
Taison (Shakhtar Donetsk-UCR)


A comissão técnica da seleção brasileira se apresenta em Teresópolis no próximo dia 20. Os jogadores chegam ao centro de treinamento no dia seguinte. Serão seis dias de trabalho na Granja Comary antes do embarque para a Inglaterra, marcado para o dia 27 de maio.

Marcelo e Casemiro (Real Madrid) e Firmino (Liverpool), jogadores envolvidos na final da Liga dos Campeões, no dia 26 de maio, em Kiev, na Ucrânia, se apresentam já na Europa.

Antes da ida para a Rússia, a seleção brasileira ainda fará dois amistosos. O primeiro será contra a Croácia, no dia 3 de junho, em Liverpool. No dia 10, o Brasil enfrenta a Áustria, em Viena. Na Rússia, a seleção brasileira terá como base a cidade de Sochi, sede dos Jogos de Inverno de 2014, que fica no sul do país. 
Leia Mais