Pesquisar este blog




Senhores nobres candidatos a Vereadores, eis a questão.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

câmara de vereadores
Eleições 2012: Propaganda gratuita dos candidatos a Vereadores faz sinfonia com vozes roucas do eleitorado 

A propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão se iniciará no dia 21 de agosto de 2012 e poderá ser decisiva para candidatos a prefeito, (Atentai bem: para prefeito!). Mas essa propaganda não deve resultar em maior número de votos para os que concorrem ao cargo eletivo de vereador.  
A campanha na mídia (rádio, TV ou carros de som)  tem dois objetivos: Primeiro, mostrar aos eleitores quem são os candidatos e  segundo organizar as campanhas dos candidatos majoritários. Como o tempo dos candidatos proporcionais é menor, o resultado em votos também não será expressivo.
O tempo é tão curto que  dificilmente  haverá algum candidato proporcional que tenha sido eleito exclusivamente com o uso da propaganda do rádio e da televisão ou nos carros de som daqui de Xiquexique.

Nas disputas majoritárias acirradas, uma campanha no rádio e na televisão  bem feita pode ser o diferencial. Já nos casos de eleições em que um candidato a prefeito tem grande vantagem sobre os demais, a propaganda não terá tanta influência no resultado. 

Em vez de privilegiar o horário eleitoral na TV e no rádio, sugere-se que o candidato a vereador invista mais no contato direto com o eleitorado. A campanha proporcional é feita, preferencialmente, no corpo-a-corpo. Reuniões com grupos de eleitores de determinada categoria profissional, gastar de sola de sapato na rua, participar de comício sem esquecer do contato direto entre o eleitor e o candidato a vereador. A campanha se processa dessa forma e não por meios eletrônicos, embora acreditamos que o facebook  pode vir a  ser um divisor de águas.


Os candidatos a vereador terão melhores resultados se concentrarem os discursos em dois ou três temas  que tenham maior afinidade e que sejam de interesse dos eleitores. Com isso cria-se uma marca, uma carimbo, um disse-me-disse perante o eleitorado.

Aquele que fala de tudo não está falando de nada, por mais paradoxal que pareça. Entretanto, o  candidato que trata de um tema e nele aprofunda mais o seu discurso,  é óbvio que terá mais chance de conquistar os votos dos interessados nesse tema. 

É conveniente lembrar, por derradeiro, que as formas de absorção da propaganda eleitoral ocorrem mais no plano emocional do que o racional. Nesse sentido, as músicas, os jingles e as bonitas imagens que mostrem o futuro prometido e promissor poderão, sim, ter bons resultados nas eleições de outubro deste ano de 2012. Assim, vale a pena tocar  este  assunto mais adiante nessa temporada de caça ao eleitor, 


Agência de notícias

3 comentários:

Anônimo disse...

nÃO VOTO DFE GRAÇA. eSTOU VENDENDO O MEU VOTO. \ESTOU ÁS ORDENS PARA VENDER

22/6/12 14:44
ex-gari da rua Aurora (hoje formado pela UNEB disse...

Mar Môço... Será que o prefeitim leu isso?

22/6/12 14:51
Anônimo disse...

A propaganda eleitoral das eleições municipais estará liberada a partir de 6 de julho, data na qual tem início a campanha eleitoral. Até lá, contudo, está proibida a propaganda em prol de candidato, se configurando, em caso de descumprimento, como propaganda antecipada.
A população também pode ajudar na fiscalizando, fazendo denúncia de irregularidades por meio da Ouvidoria do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE). Para isso, é necessário acessar o site do TRE (www.tre-ba.jus.br), clicar no banner da Ouvidoria e preencher o formulário disponível. O denunciante tem sua identidade mantida em sigilo.

22/6/12 16:52

Postar um comentário