Pesquisar este blog




Cenas de desordens marcam o desfile do 2 de julho em Salvador

quarta-feira, 2 de julho de 2014




Quem foi prestigiar o desfile do 2 de Julho, na manhã dessa quarta-feira (02), evento que, além de comemorar a Independência da Bahia, serve para medir o prestigio de políticos, pôde presenciar cenas de pugilato entre militantes do governo e oposicionistas. 

A briga teria começado quando membros da comitiva do DEM, na altura do Largo da Soledade, acusaram o bloco do PC do B e do PT, ambos aliados, de impedir a passagem de integrantes dos democratas. Após socos e insultos, a briga generalizada só foi contida quando a Polícia Militar interferiu e evitou que a confusão tomasse maior proporção.

O grupo que apoia a candidatura do ex-governador Paulo Souto tentou passar e houve um princípio de confusão. Um membro do bloco situacionista, que estava vestido com uma camisa vermelha, chegou a xingar os democratas.

Sobre o clima de disputa eleitoral no desfile, o governador Jaques Wagner (PT) avaliou que o embate político não deve ser protagonista. "Essa é a data maior e é óbvio que, em ano eleitoral, esquenta um pouco mais. Mas acho que é um dia de união dos baianos em referência aos seus heróis. A partir de amanhã, cada um está no seu caminho fazendo a sua campanha legítima", falou Wagner.

Politica

1 comentários:

Anônimo disse...

Nilson, quando o Pt não era governo que ia para o 2 de Julho esculhambar ACM, o que vc dizer disso?

3/7/14 20:38

Postar um comentário