Pesquisar este blog




Em busca da juventude revolucionária

terça-feira, 15 de julho de 2014



A juventude em um país como o nosso onde diversos jovens são compelidos à estagnação, são enganados traindo seu potencial revolucionário, deve ter claras as particularidades dessa mesma juventude,  deve, portanto, confiar no seu potencial, ser capaz de elaborar a sua própria tática e sobreviver frente a tantos desafios questionando a sociedade, o uso de bens e costumes, as desigualdades e injustiças.


A juventude herdou, sobretudo, o caráter estruturante de utopias sociais e políticas, desde os movimentos pró-democracia da década de 70, demonstrando todo seu engajamento político e social.


Essa juventude, em um país onde os exemplos de luta da história foram meticulosamente apagados pela classe dominante, deve ser uma juventude combativa


Nos anos 80, diante de uma maior liberdade política, assume o seu protagonismo nos movimentos culturais, sociais e em prol da ampliação da sua cidadania. Assim, se percebe o quanto se faz necessária a criação de um espaço no qual o jovem possa ter participação na construção de ações e de políticas públicas que visem ao seu desenvolvimento social. 

Os jovens buscam maior participação, mesmo sofrendo a influência da sociedade de consumo e globalizada, seja através de fóruns na Internet ou em ações locais, nas suas comunidades ou em seus bairros. Nossa juventude é generosa e solidária. Dispõe-se a trabalhos voluntários e campanhas quando há liderança e motivação. É, também, extremamente tolerante. Tolera pais e familiares bêbados, convive com diversos vícios, maus hábitos, infidelidades conjugais. 

O que por um lado é positivo, pois revela sua capacidade de conviver com realidades múltiplas e contraditórias. E o lado negativo é que torna a convivência extremamente desgastante, chegando ao ponto do comodismo, da apatia e da indiferença e uma juventude apática é o que os conservadores mais desejam  num jovem. 

1 comentários:

Anônimo disse...

Nilson, eu não sabia que você se tornou petista.

16/7/14 13:04

Postar um comentário