Pesquisar este blog




Plinio Arruda Sampaio 1930-2014

quarta-feira, 9 de julho de 2014



Candidato à Presidência da República pelo PSOL em 2010, o ex-deputado Plínio de Arruda Sampaio morreu nesta terça-feira, aos 83 anos. (completaria 84 no próximo dia 26 de julho). Ele estava internado há mais de um mês no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde se tratava  de um câncer ósseo. 

Sampaio descobriu a doença, em uma vértebra torácica, após sentir fortes dores na coluna. Em seu site oficial, o PSOL divulgou nota lamentando profundamente a perda do político. "O PSOL e o país perderam um grande protagonista da história recente e da luta pela justiça social e pela democracia no Brasil", informou o partido.

— O PSOL se solidariza com os familiares de Plínio e ressalta que sentirá a ausência de um dos maiores lutadores socialistas e colaboradores do partido. Certamente, continuaremos levando adiante os ideais por justiça social, defendidos incansavelmente por ele — afirmou o presidente nacional do PSOL, Luiz Araújo.

Mais de 50 anos de militância 

Sampaio iniciou sua militância há mais de cinco décadas, na Juventude Universitária Católica. É graduado em Direito pela Universidade de São Paulo e trabalhou com promotor de justiça. 

Na década de 60, na condição de  deputado pelo antigo Partido Democrata Cristão (PDC), Sampaio foi relator do projeto de reforma agrária do governo de João Goulart. No final da década seguinte, participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT). 

Em 1985, o político foi eleito deputado federal. Depois, em 1988, tornou-se deputado federal constituinte, atuando na elaboração da Constituição como relator do capítulo do Poder Judiciário. 

Em 2005, Plínio deixou o PT e foi para o PSOL, partido que representou como candidato ao Governo de São Paulo, em 2006, e à Presidência da República, em 2010. 

Na disputa pela presidência há quatro anos, o político conquistou 886 mil votos e ficou em quarto lugar.


0 comentários:

Postar um comentário