Pesquisar este blog




Ibope coloca candidatura de Aécio na UTI: déficit de 3,5 milhões de votos em Minas

domingo, 3 de agosto de 2014



Nas contas dos tucanos, o senador Aécio Neves (PSDB) precisa arrancar uma diferença a seu favor de 5 milhões de votos em Minas Gerais para compensar a vantagem que projetam para Dilma na região Nordeste, de forma a conseguir ir ao segundo turno.

Sabe quanto a última pesquisa Ibope em Minas está dando para ele? Apenas 1,5 milhão de votos na frente.

Segundo os planos dos próprios tucanos faltam 3,5 milhões de votos em Minas para Aécio se viabilizar.

Segundo o Ibope Aécio está 41% (cerca de 6,2 milhões de votos em MG) contra 31% de Dilma (4,7 milhões de votos).

Detalhe: a pesquisa foi feita antes da notícia do aeroporto do titio se espalhar.

Mas se Aécio ainda tem um vitória sem muita folga em Minas, perde por 2,4 milhões de votos no Rio e 1,6 milhões de votos em São Paulo.

Como se vê não é só nordeste que a Dilma dá uma surra. Nos três maiores colégios eleitorais do Sudeste também.

Quem está com sérios problemas para decolar é Aécio, mas o jornalão Folha de São Paulo inventa esse título para dar a notícia "Ibope mostra Dilma com dificuldade em São Paulo e Minas". Como gosta de mentir esse jornal. Porém a revista veja o supera pois  é a personificação da mentira. Aguardem o desdobramento do aecioporto que a veja tenta encobrir.


 

2 comentários:

WIL RAMOS disse...

O esforço da Veja para varrer o aecioporto para debaixo do tapete. Que a Veja se tornou um fenômeno antes psiquiátrico do que propriamente midiático. Do psiquiátrico ela tem migrado para o escatológico do ridículo. Ora, se a oposição tem espaço garantido na CPI, mesmo minoritário, então ela que faça as perguntas que quiser fazer. Como fizeram e fazem.

3/8/14 11:14
Anônimo disse...


Essa gente da imprensa corporativa, essa gente farsante da direita, conservadores, não dá um golpe de estado na Dilma Roussef e não prende o cidadão que mudou o Brasil para melhor, Luiz Inácio Lula da Silva, porque não tem voto, pois que os trabalhistas (PT) têm milhões de votos e podem muito bem, se acuados, mobilizarem o conjunto da sociedade civil organizada, a exemplo da CUT, de outras federações e confederações de trabalhadores, do PT, dos partidos de esquerda, dos Sem Terra, das instituições estudantis, de associações e organizações de profissionais autônomos, das donas de casa, enfim, do povo, chamá-los para ocuparem as ruas e as praças e, por conseguinte, darem fim às tentativas de golpes.

3/8/14 12:01

Postar um comentário