Ex-Ministra do Governo Dilma é ameaçada de morte

sábado, 20 de junho de 2015


 
A deputada federal Maria do Rosário, ex-Ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, disse ter sido ameaçada de morte enquanto andava por um shopping de Porto Alegre (RS). Segundo relato da parlamentar nas redes sociais, um homem que estava acompanhado de uma criança teria se aproximado dela e dito que a sua hora de morrer iria chegar.

"O ódio saiu das redes sociais para se manifestar hoje, às 19h, na insanidade de um sujeito que sentiu-se à vontade para me ameaçar de morte em pleno shopping Bourbon Country, em Poa (Porto Alegre). A sua hora de morrer vai chegar, tenho que ouvir", escreveu nesta sexta-feira (19) após o episódio. Ela ficou de prestar uma queixa na polícia sobre o caso neste sábado.

No texto, compartilhado via Twitter, Maria do Rosário postou sua indignação. "Não respeitou os cabelos brancos de minha mãe de 80 anos, que ouviu isso. Não respeitou a criança que carregava pela sua própria mão, talvez um filho. Não respeita a dignidade e a distância física que se deve manter de cada um, concorde-se ou não com sua opinião política", escreveu

"Me resta denunciar, registrar ocorrência, processar. Não é um tiro. Não me matou, nem vou deixar de dizer o que acredito e fazer o que devo em coerência às ideias que me movem. O sujeito movido pelo ódio é um patético, arrogante. Mas não posso negar, esse ódio começa a comprometer a esperança de que possamos retomar o rumo do fortalecimento da democracia" desabafou.

Ela também disse que a democracia e o respeito são "rasgados quando um sujeito se acha no direito de te agredir em lugar público". Ela finalizou o assunto dizendo que não se amedronta com ameaças que comprometem " a esperança de que possamos retomar o rumo do fortalecimento da democracia."

0 comentários:

Postar um comentário