Agência que rebaixou o Brasil vai pagar multa bilionária aos Estados Unidos

quinta-feira, 10 de setembro de 2015


 
 
Questiona-se  a credibilidade da Standard & Poor's, que rebaixou a nota de crédito de longo prazo em moeda estrangeira do Brasil de “BBB-” para “BB+”.

Convém citar o  “seu papel desastroso durante a crise financeira internacional iniciada em setembro de 2008”. Após condenação judicial anunciada em fevereiro deste ano, a S&P terá de pagar multa de US$ 1,37 bilhão às autoridades americanas por haver enganado investidores sobre a qualidade dos créditos imobiliários “subprimes”, especialmente do banco Lehman Brothers, cuja falência deu início à crise financeira que teve como epicentro a economia dos EUA.

A Standard & Poor’s, ao reclassificar o Brasil, assumiu uma postura precipitada e equivocada na avaliação que fez acerca do nosso cenário econômico, repetindo a mesma conduta enganosa durante a crise financeira internacional que lhe custou pagar multa bilionária.

Quando uma agência faz uma análise desse tipo, ela tem que considerar também o cenário futuro a partir das medidas que estão sendo adotadas no momento atual. Embora os números não sejam favoráveis agora, o governo está tomando as atitudes para fazer o enfrentamento. E isso não foi considerado.

O grave erro cometido pela agência em 2008 compromete sua credibilidade para rebaixar a nota do Brasil. Essa avaliação não pode servir como parâmetro e como palavra final e decisiva acerca dos efeitos da crise no País.

Estamos num processo de crise mundial e os indicadores mostram que ela atingiu bem menos o Brasil que outros países mundo afora. Aconteceu, portanto, mais um equívoco da agência Standard & Poor’s.

1 comentários:

Nilson disse...

A Standard & Poor é uma agência que cuida dos lucros dos grandes especuladores e financistas. É como se fosse uma produtora de "dicas" para o rentismo internacional investir e especular.

Não tem nada a ver com os interesses dos povos, nem do Brasil, nem de nenhum lugar.

Foi a mesma agência que, na véspera da crise de 2008, deu nota máxima ao Lehman Brother, que veio a quebrar, deflagrando a crise atual..

Pior do que reverberar essa bobagem de "rebaixamento" do Brasil, é o governo entrar em pânico e fazer novas genuflexões ao grande capital. A Standard & Poor quase acabou com a Itália em 2010, especulando, mudando a nota para cima e para baixo, pelo menos uma vez por semana.

10/9/15 14:03

Postar um comentário