Lula: 'Gente que rouba não pode chamar petista de ladrão'

quinta-feira, 22 de outubro de 2015


 
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez duras críticas ao processo de "criminalização" do PT que está em curso no País, durante discurso para militantes do PT em Teresina (PI). 

"Queria pedir para vocês é que os petistas voltem a ter orgulho do PT. Se alguém nosso errou, vai pagar, como qualquer cidadão. Mas o que não se pode admitir é que gente que a gente sabe que roubou a vida inteira venha a chamar o PT de ladrão. A gente não pode permitir."

Segundo Lula, a ideia da direita  é estimular o ódio contra o PT "da mesma forma que os nazistas estimularam contra os judeus, e em tantos outros momentos históricos com os cristãos".

Sobre as eleições de 2018, Lula pediu para a oposição não perseguir o PT ou o Lula por causa de 2018. "Está muito longe [a eleição de] 2018. A gente não sabe o que vai acontecer. A única coisa que temos que dizer é que eles têm que aprender a nos respeitar como nós os respeitamos a vida inteira quando nós perdemos."

O petista disse ainda que os adversários têm de aprender a respeitar o resultado do jogo. "A companheira Dilma foi eleita presidente da República democraticamente na campanha mais perversa que uma candidata sofreu."

Segundo Lula, existe "algo estranho acontecendo no país" e que há uma onda de "insinuações" e de "suspeição". "Eu acho, companheiros, e eu sei que tem muita gente incomodada, chega a dizer que tudo isso é para evitar que o PT continue em 2018. Vocês sabem que se tem uma pessoa que perdeu eleição neste país fui eu. E eu respeitei todas as derrotas."

0 comentários:

Postar um comentário