Senador Otto Alencar é ameaçado de morte

segunda-feira, 19 de outubro de 2015


A Polícia do Senado apura ameaças de morte contra o senador baiano Otto Alencar (PSD) em função de emenda apresentada por ele ao projeto de lei (PLS138/2012), que trata do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida). O senador apresentou emenda ao projeto na qual propõe a exigência de residência médica para formandos em medicina no exterior por período mínimo de dois anos, no país do curso concluído ou em um terceiro país.

As ameaças e ofensas tiveram início nesta semana. O projeto de lei em princípio era previsto para ser votado na terça-feira (13), na Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Otto Alencar é titular na comissão e relator do projeto de lei. Ele apresentou parecer favorável à proposta do ex-senador Paulo Davim (PV-RN), além de apresentar a emenda que exige a comprovação da residência médica como condição para se fazer o Revalida.

Numa das ameaças pela rede social Facebook, o autor da mensagem direta que se intitula Guisepe Mercedes Arias faz xingamentos, profere ofensas e afirma: "...E se prepara se este projeto passar eh (sic) melhor o senhor aumentar a quantidade de seguranças a sua volta e olhe la (sic) ainda!".

Em outro trecho da mensagem, diz: "...não serão poucas as milícias formadas por médicos de origem brasileira formados no exterior que irão se originar querendo lhe matar e será bem feito, porque de políticos como o senhor o povo brasileiro está de saco cheio, e agora a população está prestes a começar a queimar vivo imundícias como o senhor...".

"Durante a minha vida inteira nem pressão e nem ameaças me intimidaram a fazer aquilo que considero correto e melhor para os brasileiros", disse o senador. Otto Alencar ressaltou que o sentimento de ódio e de vingança são negativos e não combinam com o exercício da medicina, com profissionais que lidam com vidas.

Para Otto, a comprovação da residência médica para formados em medicina no exterior agregará imenso valor ao Revalida. " O objetivo é assegurar que os candidatos que vieram a ser aprovados no Revalida tenham experiência prévia, além do domínio dos conteúdos, habilidades e competências necessárias para exercer a profissão de médico no Brasil".

Segundo o senador, o propósito da emenda é não expor pacientes a profissionais não qualificados e colaborar para a melhoria da saúde dos brasileiros. Otto Alencar considera a residência médica fundamental e indispensável para boa prática da profissão.

O senador é médico com residência em Ortopedia e especialização em prótese de quadril no Hospital das Clínicas de São Paulo, ligado a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), e foi professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

0 comentários:

Postar um comentário