Tragédia em Minas Gerais

segunda-feira, 9 de novembro de 2015


 
 
Um vilarejo fantasma. É esta talvez a melhor definição para o que restou do distrito de Bento Rodrigues após a tragédia da última quinta-feira (5).

E o que se vê ali não é apenas o retrato do abandono, mas também o reflexo dos moradores que, no desespero e na correria, deixaram a maior parte das casas com as portas e janelas abertas.

Como não há energia elétrica, logo que anoitece as ruas ficam completamente escuras. Dezenas de cães não aceitam ser levados pelas equipes de resgate e permanecem na porta das casas como se tentassem, de alguma forma, guardar o que não foi destruído.

Na parte baixa do vilarejo, aonde os rejeitos destruíram por completo tudo o que havia pela frente, o cenário é ainda mais assustador: Aos poucos a lama começa a baixar e a forma das casas, escola, igreja e carros se assemelham a ruínas.

Para andar entre os encombros e a lama movediça os militares do Corpo de Bombeiros usam roupas de mergulho que facilitam um pouco a caminhada. As buscas, que têm início às 5 horas e só se encerram ao fim do dia, não se limitam as pessoas desaparecidas.

Elas também evolvem a procura de animais: bois, vacas, cães, gatos, patos e muitos outros. Especialmente para esses desaparecidos, os bombeiros contam com a ajuda de um grupo de voluntários treinados e pra lá de valentes.

A prefeitura de Mariana divulgou na noite deste domingo (8) uma lista com os nomes dos desaparecidos, em decorrência da tragédia em Mariana. O número caiu de 28 para 26 pessoas. Dois homens, sendo pai e filho, de 70 e 40 anos, foram encontrados em hotéis da região.

Em nota, o Corpo de Bombeiros confirma que, até o momento foram contabilizados um óbito, em decorrência de mal súbito, e encontrados corpos de três homens, ainda sem identificação.

De acordo com a corporação, o último corpo foi resgatado no final da tarde deste domingo (8). Duas mulheres permanecem hospitalizadas no Hospital João XXIII, porém estáveis. Duas crianças e uma mulher já foram liberadas.

Até agora continuam desaparecidos 13 moradores e 13 funcionários da empresa mineradora  Samarco, totalizando 26 desaparecidos. Um novo boletim será divulgado às 11h desta segunda-feira (9).

0 comentários:

Postar um comentário