Pesquisar este blog




Muita violência contra as mulheres no carnaval de Salvador

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016




Foram registradas 461 denúncias  de violência contra as mulheres, em apenas cinco dias de carnaval este ano.  Segundo o jornal Correio, os casos incluem assédios, lesões corporais e estupros entre a quarta-feira e o domingo de carnaval. As situações denunciadas pelas mulheres lideram o ranking de atendimentos realizados pelo órgão, administrado pela a Secretaria Municipal de Reparação (Semur).

Em seguida vêm os casos contra pessoas em situação de vulnerabilidade social (308) e discriminação contra LGBT (182). Em 2016, cada um dos 32 postos policiais que cobriam os circuitos do Carnaval tiveram a presença de uma oficial mulher para ajudar no combate à violência de gênero.

A violência contra a mulher sempre foi cantada nos carnavais e banalizada, como se fosse algo normal. Mas não é normal, é covardia.

Apesar desses registros de violência no carnaval de Salvador. Muito Axé para o cantor Denny, da Timbalada, que saiu em defesa de uma mulher agredida durante a sua passagem no circuito Barra-Ondina.

"É isso que nós queremos, que os artistas compreendam que o Carnaval é um espaço de extravasar as energias, mas tudo com limite. O limite é a integridade das pessoas", destacou a Secretária estadual de Políticas para Mulheres, Olívia Santana.

Ainda  em ação no Carnaval de Salvador, somente  a “Ronda Maria da Penha” registrou 39 ocorrências e duas prisões.

0 comentários:

Postar um comentário