Em nota pública, movimentos negros protestam contra onda conservadora

domingo, 13 de março de 2016

"Diante da ofensiva das forças conservadoras e de direita em curso no Brasil, a Coordenação Nacional de Entidades Negras participa e investe nas articulações dos partidos, movimentos populares do campo e da cidade, centrais sindicais, LGBT, de juventude, de mulheres, na construção de frentes de luta contra a direita, por mais direitos, pela superação das desigualdades e pela democracia", diz a nota dos movimentos afro; protestos contra o governo Dilma e o ex-presidente Lula ocorrem em diversas capitais.
  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google +
  • Os principais movimentos negros do País divulgaram nota, neste domingo, em que protestam contra a onda conservadora no País. Leia, abaixo, a íntegra:

  • Negras e negros se colocam contra a crise e a onda de conservadorismo  que  quer acabar com as conquistas sociais dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

  • Diante da ofensiva das forças conservadoras e de direita em curso no Brasil, a CONEN participa e investe nas articulações dos partidos, movimentos populares do campo e da cidade, centrais sindicais, LGBT, de juventude, de mulheres, na construção de frentes de luta contra a direita, por mais direitos, pela superação das desigualdades e pela democracia.

    É com esse objetivo que a CONEN - Coordenação Nacional de Entidades Negras tem contribuído, de forma prioritária, na criação da "Convergências da luta de combate ao racismo no Brasil" que unifica a maioria da entidades do movimento negro brasileiro  (declaração em anexo) e assina a nota pública que encaminhamos em  anexo. Solicitamos que essa nota seja divulgada amplamente.

    Importante: a CONEN integra a Secretaria Operativa da Frente Brasil Popular.

0 comentários:

Postar um comentário