Ministro Aragão, da Justiça, determina Policia Federal reforçar a segurança do STF e de Teori Zavascki

quarta-feira, 23 de março de 2016


Após as ameaças feitas ao ministro Teori Zavascki, que retirou do Paraná o caso Lula e cobrou do juiz Sérgio Moro explicações sobre os grampos ilegais da presidente Dilma Rousseff, o ministro da Justiça, Eugênio Aragão, determinou que a Polícia Federal reforce a segurança dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF); na internet, militantes pró-impeachment e um editor da Globo sugeriram que Teori seria algo de revolta; houve até quem pregasse que incendiassem sua residência; ação foi transmitida ao vivo pelo Facebook e recebeu dezenas de comentários de apoio


Adicionar legenda


O ministro da Justiça, Eugênio Aragão, determinou nesta quarta-feira, 23, que a Força Nacional, a Polícia Federal, além do Gabinete de Segurança da Presidência da República reforcem a segurança dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A própria polícia do STF também está em alerta máximo.

Medida foi tomada depois que um grupo intitulado La Banda Vida Loka fez ataques em frente à residência do ministro Teori Zavascki, depois que ele determinou que o juiz Sérgio Moro remeta para o STF o caso relacionado ao grampos ilegais de conversas entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

0 comentários:

Postar um comentário