Pesquisar este blog




Imprensa golpista brigando entre si: Quem é mais fascista?

quarta-feira, 6 de abril de 2016






Por meio do colunista Merval Pereira, principal porta-voz dos interesses da família Marinho, o grupo Globo denunciou como "golpe" a proposta de novas eleições apresentada pela Folha no último domingo no editorial "Nem Dilma nem Temer".
‘Não passa de um golpe, esse, sim, significando uma ruptura institucional, como bem definiu o novo presidente do PDMB, senador Romero Jucá. Junte-se essa proposta esdrúxula com a decisão do ministro do Supremo Marco Aurélio Mello de determinar que a Câmara aceite pedido de impeachment contra Temer feito por um advogado, e teremos uma visão completa do caos institucional em que estamos mergulhados’, escreveu Merval.
A posição da Folha atende aos interesses de Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, que também pede novas eleições, enquanto a Globo está fechada com o vice Michel Temer, que também tem apoio de tucanos como Aécio Neves.
A verdade, no entanto, é que tanto as saídas defendidas pela Globo como pela Folha são golpistas. O único caminho democrático é o respeito à soberania popular e à Constituição, que não prevê a possibilidade de impeachment sem crime de responsabilidade.


0 comentários:

Postar um comentário