Vereadora quer que o povo de Salvador pague ônibus com cartão de crédito

quinta-feira, 7 de abril de 2016


A vereadora Kátia Alves apresentou à Câmara um projeto que sugere cobrança por cartão de crédito e débito nos ônibus de Salvador; proposta de indicação à prefeitura, segundo Kátia, tem como objetivo reduzir os assaltos a coletivos; "A iniciativa irá oferecer mais uma opção de pagamento aos usuários de transporte público, reduzindo a circulação de dinheiro nos ônibus, aumentando a segurança de passageiros, motoristas e cobradores", diz a vereadora






A vereadora Kátia Alves (SD) apresentou à Câmara Municipal um projeto que sugere implantação de sistema de cobrança por cartão de crédito e débito nos ônibus de Salvador. A proposta de indicação à prefeitura, segundo Kátia, tem como objetivo reduzir os assaltos a coletivos.

"A iniciativa irá oferecer mais uma opção de pagamento aos usuários de transporte público, reduzindo a circulação de dinheiro nos ônibus, aumentando a segurança de passageiros, motoristas e cobradores", diz a vereadora.

De acordo com a vereadora, o número de roubos a ônibus na capital baiana saltou de 948, no primeiro semestre de 2014, para 1407 casos, no mesmo período do ano passado, representando um crescimento de quase 50%, o que justifica a adoção de novas medidas para refrear tal modalidade de crime.

"Com o sistema de pagamento de passagens através de cartões de crédito e débito, será possível reduzir os assaltos a coletivos, cuja incidência vem crescendo ano a ano, aterrorizando a população", defendeu Kátia Alves.

Para Kátia Alves, a implantação do Sistema de Bilhetagem Eletrônica (SalvadorCARD) não favoreceu a diminuição desses crimes, uma vez que tais cartões também se tornaram alvo de criminosos, especialmente por concentrarem, em muitos casos, altos valores, equivalentes às tarifas de um mês inteiro do usuário.

"É preciso encontrar alternativas para coibir os assaltos a ônibus e a passageiros, que impactam negativamente a qualidade dos serviços prestados pelas empresas do sistema de transporte coletivo da cidade", afirma a parlamentar.

0 comentários:

Postar um comentário