MAIS UM GERENTE QUE CAI

quinta-feira, 16 de junho de 2016




Depois de ser citado no acordo de delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, pediu nesta quinta-feira (16) demissão do cargo, segundo confirmou o Palácio do Planalto. 

Machado afirmou em sua delação que repassou a Henrique Alves R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014.

A propina para Henrique foi paga, conforme o ex-presidente da Transpetro, da seguinte forma: R$ 500 mil em 2014; R$ 250 mil, em 2012 e R$ 300 mil em 2008. Os valores foram repassados, segundo ele, pela Queiroz Galvão. Outros R$ 500 mil foram pagos em 2010 a Alves, pela Galvão Engenharia, de acordo com a delação. 

1 comentários:

João disse...

Por coerência Temer devia pedir a sua própria demissão.

16/6/16 23:01

Postar um comentário