O mordomo usurpador manda cortar até a comida de Dilma no Palácio da Alvorada

sábado, 4 de junho de 2016

A pequenez das ações deste governo usurpador é um caso de análise. Equipe de Temer corta a comida da presidenta Dilma Rousseff.
O Temer quer impedir que a presidenta Dilma seja visitada; também quer impedir que ela faça viagens; e agora quer proibir que ela se alimente.

No Planalto só se fala em pressa para a votação do impeachment. Não é exagero dizer: se o presidente interino pudesse, ele já teria colocado a presidenta da República num calabouço de onde não pudesse sequer se comunicar.

Não basta, portanto, monitorar o PT, criar barricadas para que os aliados da presidenta não a visitem… Tem que cortar também a comida!



Sem pão… só água – Dilma Rousseff e auxiliares ficaram os últimos dias sem dinheiro para comprar comida para o Alvorada. O chamado “cartão de suprimento” foi cortado pela equipe de Temer na quarta (1º). Os recursos garantiam o abastecimento da despensa da presidente afastada e custeavam a manutenção do palácio.

Procurada, a Secretaria de Governo reconheceu a suspensão, mas informou que se trata de uma “interrupção provisória” até receber parecer jurídico sobre os direitos de Dilma.

Habemus bocas – O Planalto informou na noite de sexta que Dilma já estava liberada para compras. Além dela, circulam no Alvorada cerca de 30 pessoas, entre servidores do gabinete e funcionários que fazem a manutenção da residência oficial.

É o fim Segundo assessores, Dilma ficou furibunda com o corte do “cartão alimentação” e criticou a equipe de Temer pela “mesquinharia”.

0 comentários:

Postar um comentário