Eleição para o sucessor de Cunha é marcada para a próxima quinta-feira

quinta-feira, 7 de julho de 2016




O presidente em exercício da Câmara de Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), marcou para a próxima quinta-feira (14), às 16h, a eleição do substituto de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no comando da Casa. A eleição será secreta e ocorrerá por meio do sistema eletrônico.

Entre os nomes cotados estão os dos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e Rodrigo Maia (DEM-RJ). Todos os dois são candidatos do governo interino: Rodrigo Maia, por suas relações familiares com o secretário-executivo do Programa de Parceria em Investimentos, Moreira Franco, um dos homens de confiança do presidente interino Michel Temer (Maia é casado com Patrícia Vasconcellos, enteada de Moreira Franco). Já Rosso, segundo fontes de Brasília, foi o nome sugerido pelo próprio Planalto para acalmar Eduardo Cunha.

No início da tarde desta quinta-feira (7), Cunha apresentou sua renúncia do cargo. A partir da oficialização da renúncia, o presidente em exercício tinha até cinco sessões da Câmara para promover a eleição para o mandato tampão até fevereiro.

Para que haja quórum para a eleição, a maioria dos deputados deve estar presente à sessão (257 dos 513 parlamentares). Para que seja eleito em primeiro turno, será preciso que o candidato obtenha a maioria absoluta dos votos, ou seja, se estiverem presentes 257 deputados, são necessários os votos de pelo menos 129 deputados.

Se nenhum candidato alcançar a maioria absoluta dos votos no primeiro turno, a eleição será disputada em um segundo turno. Neste caso, bastará maioria simples.

0 comentários:

Postar um comentário