O patrimônio dos candidatos à Prefeitura de Salvador

quinta-feira, 18 de agosto de 2016



Pela ordem de patrimônio  ACM Neto (DEM), que tenta se reeleger, declarou à Justiça Eleitoral que tem um patrimônio de R$ 27milhões e 800 mil Em seguida,   aparece o candidato Cláudio Silva, do PP. Ele declarou R$ 3.862.593,36 à Justiça Eleitoral. Entre os bens do progressista estão um apartamento no Alto do Itaigara, avaliado em mais de R$ 400 mil; um terreno em Interlagos, em Camaçari (na Região Metropolitana de Salvador), avaliado em R$ 320 mil; um terreno na cidade de Cabaceiras de Paraguaçu, avaliado em R$ 210 mil; dois carros da marca Jeep, um no valor de R$ 70 mil e outro de R$ 75 mil; e R$ 800 em contas bancárias.

O terceiro maior espólio financeiro entre os candidatos é o de Alice Portugal, do PCdoB. Ela declarou ao Tribunal Regional Eleitoral que possui patrimônio de R$ 1.103.374,21. Em 2014 ela declarou R$ 1.148.071,03, quando se candidatou (e foi eleita) a deputada federal. Ela declarou neste ano um automóvel Fiat Uno, no valor de R$ 25 mil; um Nissan Sentra (R$ 35 mil); uma casa no bairro Federação, avaliada em R$ 1 milhão e aplicações em bancos.

Disputando a prefeitura pelo PPL, atual vice-prefeita, Célia Sacramento, tem patrimônio declarado de R$ 1.060.166,17.

Candidato pelo PDT, o deputado estadual Pastor Sargento Isidório declarou R$ 555.500,00.

Rogério Tadeu da Luz, do PRTB, (foto) disse à Justiça Eleitoral que tem R$ 4.500,00 em patrimônio financeiro. A declaração do candidato Fábio Nogueira (PSOL) ainda não estava disponível no site oficial da Justiça Eleitoral.

0 comentários:

Postar um comentário