Pesquisar este blog




Em Xique-Xique, um candidato a prefeito

sábado, 13 de agosto de 2016




Como se vê na foto, a campanha eleitoral aqui em Xique-Xique começa no primeiro dia da propaganda gratuita (sic)  quando se inicia a demagogia dos derrotados de 2012. Mas, em ciência política, essa é  a primeira ação a ser tomada  visando os eleitores de Xique-Xique ou d’além da ipueira. Nós os comuns que não dependemos de   nenhum político para sobrevivermos nesta cidade sofrida, vamos ter  de  tolerar, politicamente, os  que vivem na Capital do Estado e somente se lembram de Xique-Xique em época de eleição. Temos, portanto,  a obrigação  de renegar esses profissionais da demagogia eleitoral, no voto.

Há de se pensar friamente, sem  se influenciar por essa gente que vive a  usufruir da parvoíce, com conotação simplória, de alguns eleitores. Vamos falar, para esses corifeus, aqui e agora, numa  série, que poderia ser,  até,   uma singela  homenagem  ao  "Príncipe”  de Maquiavel. 
Veja abaixo o primeiro capítulo do manual a ser, doravante,  aqui publicado até  outubro:

Estratégias se você perdeu as últimas eleições: Se você e seu grupo político perderam as últimas eleições, algumas estratégias devem  ser retomadas para o próximo pleito em outubro de 2016. A primeira é verificar quais são as demandas do seu eleitorado. Isto pode ser feito através de pesquisas de opinião. (Essas pesquisas podem ser feitas aqui mesmo em Xique-Xique). No mesmo passo, uma formação de plataforma política com base na opinião das pessoas oposicionistas é um bom caminho.

Com base nessas informações, você pode atender diretamente às necessidades de cada Distrito xiquexiquense –de Iguira a  Copixaba, como exemplo: um candidato que deseja conseguir votos em certo local e sabe que o principal problema é a saúde,  pode incluir na plataforma eleitoral algum projeto fantasioso prometendo nada mais, nada menos do que  saúde, deixando todos felizes com as promessas,  mas lobrigando, de antemão, a impossibilidade de concretizar o palavreado.

Outro fator que faz um político ir bem nas eleições aqui em Xique-Xique é manter uma “conduta de candidato”. Existem políticos que são simpáticos apenas no período eleitoral,  quando sai abraçando e apertando as mãos calejadas do povo humilde. Fingimento ou simulacro que ainda dá certo.

Eles também só se importam em ouvir a população nestes períodos.
Ao contrário da maioria, o candidato que vem da Capital do Estado   deve estar sempre disposto em atender à população da beira da ipueira. Ele  pode fazer isto pessoalmente  ou manter uma ouvidoria ou  uma página na internet.
Tudo isto, obviamente, deve ser feito durante o período eleitoral, a exemplo de algum empavonado candidato fingir que  toma cachaça catuzeira  nos botecos periféricos.

0 comentários:

Postar um comentário