Até na ONU Temer solta mentiras

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Pouquíssimos chefes de Estado quiseram ouvir Temer

Em seu primeiro discurso na ONU (Organização das Nações Unidas), Michel Temer inflou o número de refugiados no Brasil.
O usurpador brasileiro destacou para os chefes de Estado na sala, em painel nesta segunda-feira (19), que o país recebeu mais de 95 mil refugiados de 79 nacionalidades nos últimos anos.
É mentira!

O Conare (Comitê Nacional para os Refugiados) afirma, desmentindo Temer, que 8.800 refugiados vieram ao país, "sendo as cinco maiores comunidades originárias, em ordem decrescente, de Síria, Angola, Colômbia, República Democrática do Congo e Palestina".

Temer, portanto, aumenta e inventa. Vai destruir o Brasil em curto prazo.

Não é que Michel, filho de libaneses, seja intrinsecamente mau. É que ele nunca teve que pensar no assunto até ir parar naquele plenário, sendo assessorado pelos cabeças de bagre que nomeou. Se seu chanceler acha que a Argentina está nos BRICs, por que o chefe deveria saber do que fala?

Em junho, Temer suspendeu negociações com a União Europeia para receber refugiados sírios no Brasil.

Sua ocupação sempre foi operar no PMDB. Nas horas vagas, escrevia poemas eróticos. Mais recentemente, passou para o ramo da conspiração. É demais pedir a Michel que faça algo longe das sombras e que diga algo sobre essa gente para a qual ele está pouco se lixando.

0 comentários:

Postar um comentário